segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Verde Gaio

F                 C
As penas do verde Gaio
A  c c  c   B- A  G G 
                F                 
São verdes e amarelas 
A d  d  d  c B- A A 
                     C
As penas do verde Gaio
A  c c  c B- A G G G
                 F
São verdes e amarelas 
A c  c c   B- A F  F
F                                    C
Olha o verde gaio, olhe o zás traz traz
A A    A    A   A   c     B-   A   G
                                F
Queira meu amor que sou bom rapaz
G  G    G  G  G  B-  A   G  F
F                                    C
Olha o verde gaio, olha o zus truz truz
A A    A    A   A   c     B-   A   G  
                                F
O meu verde gaio, fui eu quem o pus
G  G    G  G     G     B-  A   G  F

Não me empurres que eu não caio
Que eu sou rijo das canelas

Verde Gaio é novo é novo
Veio à pouco a Portugal
Só me trouxe uma lourinha 
No laço do avental

Verde Gaio é meu é meu
Que me custa o meu dinheiro
Sete patacos e meio
Lá no Rio de Janeiro

Verde Gaio é tolo é tolo
É tolo que já namora 
Deixa pai deixa mãe
Deixa tudo e vai-se embora