terça-feira, 15 de março de 2016

As armas do meu adufe

C                           G
ai as armas do meu adufe
G  E F  G  A  C B  G
G7                               C
ai as armas do meu adufe
F  A   G   F E    D   C A
                                    G
ai são de pau de laranjeira
E  C  A  B  C  E  C  A
                                    C
ai são de pau de laranjeira
D  E  D  C  B A  G+ E
ai quem houver de tocar nele
ai quem houver de tocar nele
ai há-de ter a mão ligeira
ai há-de ter a mão ligeira

ai o luar da meia noite
ai o luar da meia noite
ai guarda-te lá pro verão
ai guarda-te lá pro verão
ai quem anda cego de amores
ai quem anda cego de amores
ai quer escuro luar não
ai quer escuro luar não

Ó rama, ó que linda rama,

F
Ó rama, ó que linda rama,
C F F F E F G A G F
   C7              F
Ó rama da oliveira!
A B- B- A G A B- A
                       C
O meu par é o mais lindo
G   F  F  F E  F G  F E
C                       F
Que anda aqui na roda inteira!
G   c  c  B-  A  G  F F  F

Que anda aqui na roda inteira,
Aqui e em qualquer lugar,
Ó rama, que linda rama,
Ó rama do olival!
Eu gosto muito de ouvir
Cantar a quem aprendeu.
Se houvera quem me ensinara,
Quem aprendia era eu!

Não m'invejo de quem tem
Parelhas, éguas e montes;
Só m'invejo de quem bebe
A água em todas as fontes.

Fui à fonte beber água,
Encontrei um ramo verde;
Quem o perdeu tinha amores,
Quem o achou tinha sede.

Debaixo da oliveira
Não se pode namorar;
A folha é miudinha,
Deixa passar o luar.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Ground control to Major Tom

C                       Em 
Ground control to Major Tom Ground control to Major Tom:
Am        Am7               D7          
Take your protein pills and put your helmet on
C                       Em  C                             
Ground control to Major Tom Commencing countdown engine's on
Am       Am7            D7
Check ig-nition and may God's love be with you

C                               E7                          F
This is ground control to Major Tom; you've really made the grade!
        Fm             C                     F     
And the papers want to know whose shirts you wear, 
         Fm                C              F
now it's time to leave the capsule if you dare

C                               E7                             F
This is Major Tom to ground con-trol, I'm stepping through the door
        Fm              C             F   
And I'm floating in the most peculiar way 
        Fm              C           F
and the stars look very different today


    Fmaj7     Em7                   Fmaj7         Em7
For here am I sitting in a tin can, far above the world?
Bb              Am               G             F
Planet Earth is blue and there's nothing I can do

C            F            G            A   A
C            F            G            A   A
Fmaj7        Em7          A       C       D       E





C                                      E7                      F
Though I'm passed one hundred thousand miles, I'm feeling very still
      Fm                 C                  F
And I think my spaceship knows which way to go, 
        Fm              C             F
Tell my wife I love her very much she knows

G                 E7
Ground control to Major Tom: 
     Am                      Am7
Your circuit's dead, there's something wrong.
        D7                
Can you hear me Major Tom? 
        C
Can you hear me Major Tom? 
        G
Can you hear me Major Tom? Can you...

Fmaj7     Em7                        Fmaj7         Em7
Here am I floating round my tin can, far above the moon
Bb              Am               G             F
Planet Earth is blue and there's nothing I can do

C            F            G            A   A
C            F            G            A   A
F            Em7          A      C     D    E

sábado, 9 de janeiro de 2016

Olha o velho, olha o velho,

Am                               
Olha o velho, olha o velho,
 G                  C
Olha o velho atrevido:
     Dm            Am
Dizer-me na minha cara
       E7           Am
Que qu’ria casar comigo!

Se quiser casar comigo,
Há-de ser na condição
Eu dormir em cama fofa
E o velho dormir no chão.

Levantei-me manhã cedo,
Levantei-me a cozinhar,
Encontrei o velho morto
Nas pedrinhas do meu lar.

Senhor mestre sapateiro,
Chame pelo seu vizinho
Ai que vá tocar os sinos,
Já morreu o meu velhinho.

Façam-lhe a cova bem funda
P’ra que não possa sair,
Que ele era bem amiguinho
Das criadas de servir.

Alegrem-se os céus e a terra


(Refrão)
F                      C
Alegrem-se os céus e a terra
c  c  F  F  F   E  F  G  E  C
Fm                   C
Cantemos com alegri  ia
C    F G G+  G   F G E C
Fm               Cm     
Já nasceu o Deus Menino
C  F G  G+  G F c c+  c
         C7       Fm
Filho da Virgem Maria
c+  c  G A+  G+  G F F


Entrai pastorinhos, entrai 
Por este portal sagrado 
Vinde adorar o menino 
Numas palhinhas deitado


(Refrão)
Alegrem-se os céus e a terra
Cantemos com alegria
Já nasceu o Deus Menino
Filho da Virgem Maria

Em Belém à meia-noite
Meia-noite de Natal
Nasceu Jesus num presépio
Maravilha sem igual


(Refrão)
Alegrem-se os céus e a terra
Cantemos com alegria
Já nasceu o Deus Menino
Filho da Virgem Maria


Ai que Menino tão Belo
Ai que tanto graça tem
Ai que tanto se parece 
com a virgem Sua mãe


(Refrão)
Alegrem-se os céus e a terra
Cantemos com alegria
Já nasceu o Deus Menino
Filho da Virgem Maria

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Eu ouvi um passarinho,

C                      G
Eu ouvi um passarinho,
E F   G    A  E  F  G G
                                     C
Às quatro da madrugada,
E F   G    A   G F   E  C
                               G
Cantando lindas cantigas,
G   F   E    D B  C D  D
                                C
À porta da sua amada.
G  G   A  G  F  E  D  C


Por ouvir cantar tão belo,
A sua amada chorou.
Às quatro da madrugada,
O passarinho cantou.


Alentejo terra santa,
Tudo é coberto de pão
Traz o ninho na garganta
Lembra de bem a oração.


INSTRUMENTAL

Eu ouvi um passarinho,
Às quatro da madrugada.
Cantando lindas cantigas,
À porta da sua amada.


terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Desgarrada

Ze Sardinha e Maria Barbuda 
Nota : A linha melodica varia com o teor alcolico dos cantadores

F
Sou Maria de Sousa
c  c c d  d c c A
                    C
Por apelido a barbuda;
c  c c d  d c c c  c                                            
Nas noites de grande inverno
c   c   c  d  d c   c c  c   
                    F
A barba também ajuda!...
c  c  c   d  d c c A

Marques, tu és femeeiro,
Précuras outras freguesias;
Não me précures em casa
Está lá o meu Matias.

O Zé Marques diz que são
Grandes as barbas que tenho;
Que faria se ele visse
As barbas do meu engenho…

Olha, ó Marques Sardinha,
Viera a leiva pró vizinho
Quando for ó dar da leiva…
… não aleijes o b’zerrinho!

José Marques, de Sardinha,
Barbado de orelha a orelha;
Quando bai’la minha casa
Bates cós cornos na telha!...

domingo, 3 de janeiro de 2016

Chula de Viana

C     C7   C
Hô i Hô ai !
c  B- A  c
C                    F
Boa noite meus senhores
e  e  e   e     e  f  f
                    C
Boa noite meus senhores 
e  g f  f    e  d  e e
                   F
Mas cedo não pode vir
e   d  c  B-  A  G  F

Hô! i Hô ai ! 
Mas cedo não pode vir 
Venho, há tempo bastante
Das tuas falas ouvir

Hô! i Hô ai ! 
Eu já vi cantar o cuco
Eu já vi cantar o cuco 
Em cima da vaca loura
Hô! Hô ai ! 
Em cima da vaca loura 
Os homens comem à mesa
As mulheres na manjedoura

Hô! i Hô ai ! 
O coração a pombinha
O coração a pombinha 
O asas da primavera
Hô! Hô ai ! 
O asas da primavera 
Só queira adivinhar
A tua ideia qual era
Hô! Hô ai !